Pular para o conteúdo principal

As pessoas ou são encantadoras ou são aborrecidas.

Riley-Op Art
 (Respeitar o Outro, pois Tudo é uma questão de Ponto de Vista)

"É absurdo dividir as pessoas em boas e más. As pessoas ou são encantadoras ou são aborrecidas." Oscar Wilde
Sempre achei meio ácida essa sentença de Oscar Wilde, apesar da minha eterna admiração por esse grande e polêmico escritor irlandês. Mas, tenho visto fatos que me levam a crer que a  existência dessa antítese, é mais habitual do que eu imaginava - encantador ; aborrecedor.
O encantador é poético,é belo, é suave e te convence sem precisar de muitas assertivas. É agregador.
Já as pessoas que nos aborrecem, geralmente são aquelas que querem fazer valer suas verdades a qualquer custo. Como se suas verdades fossem absolutas sobre as demais. Afastam as pessoas, estão sempre sendo isoladas pelos amigos, porque ninguém suporta pessoas 'cheias de razão'. Não respeitam a opinião alheia, são arrogantes, não sabem conviver com algo contrário às suas verdades. São incovenientes, invadem o espaço alheio sem a menor cerimônia para impor seus comentários ásperos, impetuosos e inflexíveis.
É importante termos nossas convicções, defendermos nossos prismas, mas com harmonia e sem perder a razão e o bom senso. Senão, estaremos longe de enfileirar adeptos às causas em que acreditamos.
Em algum momento da vida, podemos ter sido aborrecedores. Mas entendemos que estávamos na contramão do mundo e retomamos o curso normal da vida. Pobres daqueles que permanecem sem enxergar quão insuportável é essa postura. Certamente, aborrecedora. O aborrecedor precisa entender, de uma vez por todas, de que é um chato. Todos querem distância!
Aqui, tenho amigos encantadores, que, mesmo que discordem dos meus pontos de vista, o fazem de forma terna, gentil, serena. É a tal da Gentileza  que não deve faltar a nenhuma convivência ou relacionamento.

Comentários

  1. O que mais me admira na querida Carmem Eugenio é a sensatez!!!
    Em proverbios fala que a mulher sábia sempre edifica!
    Amei o texto, sinceramente eu acho que poderia virar post no A&C.
    É só uma sugestão rsrsrs...

    Bjos de borboleta.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Mestra! Você é um exemplo de pessoa que agrega e harmoniza pessoas ao seu redor!

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto, se encaixou bem com minha atual situação.. duas pessoas muito diferentes, a encantadora e o aborrecedor!! tomada as devidas proporções.. é mais ou menos isto. valeu!
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo texto! Você tocou em um ponto importante ao dizer que em algum momento da vida fomos ou seremos inconvenientes. E é verdade, afinal, ninguém é perfeito, ninguém é dono da verdade. O importante é ter consciência disto, de que o caminho está errado e, portanto, é necessário voltar e encontrar o caminho correto.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seu comentário é valioso para mim.
Muito obrigada!

Postagens mais visitadas deste blog

Humberto Espíndola - Ícone da Arte Contemporânea em Mato Grosso do Sul

Aprecio as obras de arte em minha casa e há uma especial, de família - Os Bois, de Humberto Espíndola. Certa ocasião fui visitá-lo em sua casa-ateliê, um santuário das artes. Fantástico estar naquele lugar, na companhia desse que é um dos principais artistas plásticos do Centro-Oeste. Seu nome está grafado na história da cultura brasileira. Embora sermos de gerações diferentes, nossos pais sempre foram muito amigos. Eu lhe disse:- Humberto, eu sou a Carminha, filha do Victor e da Flória. E ele disse: - Claro que sei!! Meus padrinhos de casamento!! E então conversamos a tarde inteira e eu pude, extasiada, contemplar suas obras. Humberto Espíndola, pintor autodidata, estreou nacionalmente no IV Salão de Arte Moderna do Distrito Federal, em 1967, em Brasília. Formou-se em jornalismo na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade Católica do Paraná, em 1965 e no ano seguinte, organizou a Primeira Exposição dos Artistas Mato-Grossenses, em Campo Grande, onde fundou,

Formato de Coração

Ele é especial E sabe disso. Nesse tempo, É tanto e tudo Quando fala Quando indaga Ou quando faz tudo ficar mudo. Quando se torna movimento ou paralisa qualquer instante ele é magia, contornos e brisa contagia minha vontade e derrete algumas verdades Ele é, em meu mundo, Um muito de todas as coisas De qualquer canto E qualquer cor. Por seus olhos Meu encanto permeia Desejo sensorial pleno forma arrebatadora de momentos sem chão. Formato de coração. Há ainda o arremate De abraços e vontades Num horizonte de quereres e emoção. E se, em todas as vezes, Em que o encontro se fez urgente E as certezas tiraram o talvez, Celebro com alegria Estar ao seu lado, Pelo infinito da Vida Contando tudo, outra vez. Carmen  Eugenio                                                     Carmen Eugenio e Cesar Crivellente

ENCONTRO

A mensagem logo cedo é clara: saudade não demora e se instala. Há logo o desejo de sobrepor retina um repente que desorienta, seduz, manda recado, troca segredos, e entende silêncios. E na escalada de emoções latentes, são tantas luas de promessas quentes, que já nem sei se o sabor do vento é o mesmo que provei, antes da sua chegada. E à noite eu me aqueço nos vãos de suas palavras, sem rotina, nem tropeços eu tento, não me esqueço, superar cada passo, dançar no ritmo do seu compasso.                                                      Cesar  Crivellente e Carmen Eugenio