Postagens

Mostrando postagens com o rótulo abraço

Acaso

Imagem
Distraidamente Deparei-me com frases E atada aos seus efeitos Nem pensei em recuar.   Apreços, avessos, Canções e recomeços. Tudo que não conheço, Veio me abraçar.   Tudo quente e confortável Nos instantes que restavam Para que eu pudesse imaginar Alguma coisa, qualquer coisa ou algo assim. Estou aqui, aí, em algum lugar E basta um instante para encontrar.

Observatório

Imagem
Ruíram paredes ao meu redor e encontrei, despretensioso mas relevante, um observatório permanente.   Fragmentos e arestas permitiram inundar meus pensamentos. Não há trampolins para mudança de fases E muita coisa ficou para trás. Beijos roubados, amores perdidos, Encontros de elevador, Monólogos num porão gelado.   Talvez, as chances de um abraço, Aconteçam no vão mágico de um terraço.