Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo

ACOLHIDA

Estive léguas de um canto seguro Andando com vestes coloridas Insisti, roguei aos santos e juro, Cheguei a tempo de ver janelas floridas   Seria desnecessário qualquer providência Sem a benção de fé revestida Entendi que é de praxe a reverência Que se deve ter pela vida   Não desisti na primeira queda Nem abusei da mão estendida Valor maior que qualquer moeda É gratidão de amizade e acolhida   Visitando segredos pelo tempo Escritos em versos pela cidade Sendeiro testemunha o vento Transforma ciclo, festejo e verdade.