Postagens

Mostrando postagens com o rótulo arte cultura

Minha História

Imagem
Há 26 anos, eu iniciava a carreira na Prefeitura de Campo Grande, como Técnica de Cultura. Eu nem imaginava o universo de experiências que se descortinaria à minha frente. Afinal, quem pode imaginar aos vinte e poucos anos, recém egressa da Universidade Federal-Faculdade de Artes, o significado desse compromisso? Cheguei e logo assumi os núcleos de Teatro e Dança, pois Jo Simao saía para licença gestante. Uma grande responsabilidade ocupar o lugar de alguém com tanto talento. O teatro já era amor antigo, iniciado na escola. Na Universidade Federal, então pupila do Mestre Eduardo Borges e Marly Damus, criei o Grupo Bombom de Teatro de Bonecos, juntamente com as amadas: Leonor Lopes S Saad, Cláudia Maluf Barcelos Borges e Mônica. Depois, participei do Grupo de Teatro Alma de Circo, sob a direção de Andre Finger, trabalhando ao lado de Caio Ignacio , Adilson Schieffer Elvira Brandão, Isac Zampieri, Conceição Leite e Jair Damasceno. Após esses projetos, em 1991, já atuando como arte-edu

PONTILHISMO

Imagem
 Pontilhismo foi um movimento artístico que deu origem ao Pós-Impressionismo. Georges-Pierre Seurat, artista francês do final do século XIX, pintou, de 1884 a 1886, o seu mais famoso quadro, intitulado Un dimanche après-midi sur l'Île de la Grande Jatte , a primeira obra descontínua desde o Renascimento, inaugurando o Pontilhismo.                                                                 La Parade (1889) Seurat Pontilhismo com montagem mista Potilhismo com caneta marcador permanente em transparência + efeitos de Photoshop - trabalho acadêmico para a disciplica Desenho Artístico - Prof. Fábio Campos (Univ. Estácio de Sá)       Autor: Robson S. Silva - Material: Nankim/ Canson - Técnica: Pontilhismo   João Adrian                                           Design gráfico e produto, UniFAE (Curitiba-PR).
"A Arte inspira, enquadra, emoldura as linhas do tempo. " >>  http://sandracajado.com.br/2010/11/01/arte-neoclassica/

Meditação e Crianças

Imagem
Meus aluninhos, meditando ao final da aula de artes. Desligar-se por alguns minutos dos assuntos do dia-a-dia tem efeitos físicos e psíquicos comprovados por estudos. A meditação promove a liberação de endorfina (neuro-hormônio que produz sensação de bem-estar e diminui a produção de adrenalina (que, nas crianças, sempre é alta) e cortisol (hormônio ligado ao estresse). Com o objetivo de ensinar às crianças a prática contemplativa, de conhecer os benefícios do silêncio, de encontrar-se consigo mesmo, com seu Eu, estimular a imaginação, alcançar pensamentos positivos, otimizar a auto-estima, para melhor enfrentar seus conflitos, orientei meus aluninhos como meditar ao final das atividades nas aulas de artes. Eles adoraram, até porque, crianças apreciam novidades e também são atingidas pelo estresse do cotidiano. Fiquei surpresa quando o primeiro aluno, Vitor com sete anos de idade, sentou-se sozinho, em posição de lótus. A partir daí, os outros foram acompanhando e a sala de aula,