Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Victor Eugenio

Meu Herói

Imagem
 Meu herói não usa capa, Não pode voar, Meu herói é de verdade E está sempre a me auxiliar.   Sua presença é constante, Seus conselhos, não vivo sem, É amigo em todas as horas, Parceiro como ninguém.   Meu herói é meu pai, Participa da nossa lida, Muitas vezes é até ‘Pãe’, Nos dá atenção, apoio e guarida.   E assim caminhamos juntos, Aprendendo toda lição E enfrentando desafios, Por você, todo amor e gratidão.   E ao celebrar seu aniversário, E sua Melhor Idade, Comemoramos sua vida, Desejando toda felicidade.

Jânio Quadros & Bombinha

Imagem
#cartasDoConfinamento  #JânioQuados #BilhetesParaBombinha #TBT Corumbá, 1968. - Dr Jânio, os jornalistas já chegaram para a coletiva, - avisou meu pai, Victor Eugenio, ao ex presidente.  Mamãe Flória,  então, foi me buscar, eu estava brincando perto dele.  -Victor, disse mamãe . O Dr Jânio não pode aparecer em público com os cabelos presos por uma Chuquinha.  - como assim?  Vou falar com ele. - Dr Jânio que Chuquinha é essa na sua cabeça? Precisamos tirar urgente.  - Meu Deus Victor Eugenio. Com certeza foi a Carminha que colocou. Ela estava penteando meus cabelos 😂. Mas essa menina não para! É uma “Bombinha” !  ...E assim, eu Carmen Eugenio, recebi o apelido de “Bombinha” do presidente Jânio Quadros, meu avô afetivo. E eu, sua neta afetiva!  Bombinha numa alusão à Bomba de Hiroshima, jogada em 6 de agosto (dia do meu nascimento). Eu não parava quieta e ele adorava brincar comigo e me encher de presentes.  Localizei algumas cartas para o papai, em que ele me menciona. Sodré era o gove

Dia dos Pais é Todo Dia

Imagem
  Meu pai é aquele cara que sempre esteve ao nosso lado. Festa dos pais, festa junina, festa dos amigos, aniversários, até serenatas que faziam para a gente ele estava junto. Um dia ele cismou de matricular, eu e a Valéria em uma aula de datilografia, às 7 da manhã. Meu Deus pai. Como assim?... Mas enfim, nos formamos na tal da datilografia com louvor. Um dia ele inventou um tal de despertador para não ter que acordar um por um, afinal éramos 4 filhos. Mas não era um despertador qualquer, aquilo mais parecia um relógio de parede de tão grande, orelhas imensas, e gritava mesmo. Confesso que aquilo me assustou muito. Papai resolvia por decreto, e ele decretou que cada dia , o “cebolão ‘ dormiria no quarto de um filho e este chamaria os outros irmãos para a escola. No meu dia eu enrolava o cebolão no cobertor e o colocava dentro do guarda-roupa. Ufa! Me livrei do forte Tic Tac durante a noite e ele tocava suave de manhã. Eu acordava plena e chamava a turma. E assim, achei um jeito de conv

Papai, um dos grandes amigos de Jânio Quadros

Imagem
(Em Corumbá, MS, na época do confinamento do ex-presidente Jânio Quadros, na foto com sua esposa, D. Eloá e amigos, entre eles, meus pais Victor Eugenio e Flória (abraçados) Meu pai, Victor Eugenio, foi assessor direto do ex-presidente Jânio Quadros. Desse vínculo, surgiu uma grande amizade e os dois se tornaram cumpadres, pois Dr. Jânio e D.Eloá, batizaram meu irmão Victor Eugenio Filho. (Papai, mamãe, D. Eloá e Dr. Jânio e o padre, no batizado do meu irmão Victor Eugenio Filho) É claro que também convivi com o ex-Presidente e D. Eloá. Dr. Jânio me apelidou de "Bombinha" no dia em que, aos dois anos de idade, eu coloquei uma presilha minha em seus cabelos, minutos antes de uma coletiva à imprensa. Meu pai, então, quando foi chamá-lo e viu o penteado que eu havia feito, perguntou: Dr. Jânio, e essa "chuquinha" nos seus cabelos? E ele respondeu: Foi "arte" da Carminha!! Essa menina não para!! É uma "Bombinha"! (Numa alusão ao fa