Pular para o conteúdo principal

Postagens

Na Manhã de Segunda-Feira

Postagens recentes

Crepúsculos de Outono

  Fique à vontade. Escolha uma porta ou qualquer fenestra e trave dialética com a natureza.   Crepúsculo de Outono é uma carta que diz:  desfaça-se das folhas secas e descame sua epiderme, ainda que à revelia.   Tal fulgor De inebriante cor laranja, Rasga frações introspectas, Com conceitos exilados valores diversos, indagações e possibilidades. Afirma mutações, reconhece e alcança dons. Tange capacidades.   Essa imersão em seu próprio mundo, legitima reflexão e autoconhecimento. Reorganiza pessoas, coisas,  e despe dileção por sua verdadeira, única e irretocável essência.

A Paixão do Salvador

Em seus passos, a dolorosa aflição do pérfido martírio. O fardo extremo da cruz, castigava seu combalido dorso por pisaduras sangrentas. A coroa de espinhos, guardava o desidério de lacerar sua carne.   Em sua face, As lágrimas escorriam num torpor retorcido ante o soturno, iminente e pérfido epílogo. Ele pereceu, levando consigo o lúgubre magma da transgressão humana. E foi assim, pela paixão de Cristo e seu infinito amor, que fomos sarados.    

Balada para Minha Filha

  Obrigada por tornar-me alguém Que nunca imaginei que pudesse ser. Obrigada por suavizar minha existência E minha forma de lidar com as coisas. Comecei a acreditar em dias melhores, Esperança e milagres.   E naquelas manhãs em que acordei Porque acreditava que você precisava de mim, Aprendi o quanto preciso de você.   Parece que foi outro dia, Que eu procurava meus coadores de chá e você os escondia, Dizendo que eram Caçadores de Borboletas. E quando eu contei a verdade sobre o Coelho da Páscoa, sobre a fada do dente, Papai Noel e duende... Parece que foi outro dia... Quinze de anos de felicidade. Minha amada Stella, Que Deus multiplique seu tempo na terra E que cubra de bençãos E alegrias Todos os seus dias. Com amor, mamãe.      

ESCARTELATE

ESCARTELATE chegou! pré-venda pelo link da Editora Life!  EVOÉ, ESCARTELATE! https://sacola.pagseguro.uol.com.br/fb7ce7cf-5692-4e4f-920f-c5449214a850 Olá amigos! Em razão da pandemia, a editora Life e eu, resolvemos fazer o pré-lançamento do Escartelate, pelo site! Mas ele irá autografado por mim, diretamente para vocês. Só clicar no link e garantir o seu! Parte da renda será revertida para a publicação da antologia #PoesiaEmTodaEsquina ,com a poesia de novos autores e também autores consagrados! bjs! (meu Deus, muita emoção!) E aqui a gente comemora com poesia! Fl ores & Escartelate 💖 Comemorar a vida É sentir a magia das horas feito brisa que sopra no rosto. Comemorar a vida, é ver que a beleza do dia pode estar no cair da tarde, no ensejo de um abraço. ou no afago do aroma de alecrim. É música que invade o jardim. E nos infinitos das flores e em cada canto deste mundo, passo a compreender melhor as cores que inundam meu abrigo e enfeitam as esquinas e toda consagração. O

Solene Amor Líquido

Não perca tempo Com jogos emocionais, subversivos, apelos crueis e cenas teatrais.   Não faça pactos De amor líquido. Bauman, bem entenderia. Quem sabe essa seja a única armadilha.   Num encontro Com o irascível e prolixo, Existe o prenúncio De divagar pelas falésias do Espelho, Em solene reconciliação Com o próprio eu.    

Diálogos possíveis

Por favor Desligue os interruptores ao sair. Não corra o risco De encontrar algum espectro Em certos aposentos.   Bata a porta devagar, para evitar a rudeza da trava. Diálogos possíveis são os melhores desatinos.   Se esforce para submergir, Sincrético e humano, Da cruel veemência e detritos de teoria ufana.   Pendurar rótulos, despertar como um diamante numa alegria suntuosa e um passado, enfim, distante. Carmen Eugenio