Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2021

Pôr-do-Sol em Barcelona

Imagem
  Essa é a melhor parte. Pela taça de um Tempranillo, apreciar pôr-do-sol da primavera. Perder-se pelo tempo, Á procura de conchas cobertas pela areia.   O mar mediterrâneo, não poderia Conspirar da melhor forma, Com aquelas notas audíveis de ondas espumantes.   Risos clandestinos, águas congelantes Éramos apenas nós, Fitando, inebriados, um dileto ocaso em Barcelona.    

Mentiras

Imagem
  Mentiras Existem São óbvias Repetem-se Desafiam Entristecem Diminuem Disfarçam Afastam Crescem Insistem Destroem Terminam Encerram.   

Benção da Natureza

Imagem
A magenta me abraça Com vagar, peremptória, Na certeza de enlevar minha alma em doçura e prazer.   Se não fosse esse contentamento e beleza, não poderia congratular minhas histórias, na nítida, notória, inconteste benção da natureza.  

Estrela do Ócio

Imagem
Estaria, tal insígnia, estrela do ócio, que floresce, espalha e acalenta, vagueando docemente pelos jardins em poesia.   Um sentimento ardente, de expressão ávida e toque cálido, onde reside o calor, de velada ousadia.   Seus registros, impressos com certa polidez no papel carbono, acalentam os dias, apesar do sopro, constante e contumaz, de um sereno frio de outono.                    

Contemplação

Imagem
No caminho entre estradas e becos, repleto de contemplação, uma alegria sem intermitências, alterna versos e solidão.   Nessa confluência de ilusão brotam teorias da vontade, brindam harpas e arcanjos, no arranjo da verdade.            

Cadência Imaginária

Imagem
Movimentos, palavras e ausências. E a melhor parte da história é o que não se fala. No ritmo do irreal, a imaginação exala.   Perder-se entre o céu e o chão. mera tribulação sem caminhar pelo óbvio, da profecia ou tradução. Nessas parcas cronologias e interrupções temporais, o anacrônico vira harmonia de encontros surreais.    

Mãe, Minha Proteção

Imagem
  Proteção é um dom, antes do nascimento. Manta que te aquece e priva do sofrimento.   É palavra que orienta, abraço longo e afago na dor. Traz manhãs iluminadas no cuidado cheio de calor.   Beijo na face, mão estendida, mãe é anjo, por Deus escolhida.   Faz comida predileta, Põe roupa quente, cobertor. Mãe tem leitura de alma, carinho, ternura e louvor.   E encerrando essa homenagem, manifesta em sentimento profundo, preciso dizer da sua coragem e do seu amor, o  mais sublime do mundo.  

O Olhar Pelo Outro

Imagem
  O olhar pelo outro diz muito sobre o ser humano. O idoso com a visão comprometida e seu o caminhar lento e pessoas com deficiência, têm muita dificuldade de locomoção. Percebo o quanto essas pessoas são invisíveis para muita gente, sem compaixão e algum respeito. Qualquer obstáculo minúsculo tem proporção muito maior para alguém com mobilidade reduzida. É muita dificuldade. Observe nossas calçadas. Quantos desafios até para quem não tem problemas. Para quem tem, fica quase impossível transpor buracos, calçadas quebradas, elevadas em razão de raiz de árvores, etc. E quando estamos nas filas de algum lugar público como supermercados, farmácias, padarias, bancos? Faça um esforço em olhar mais para as pessoas e suas necessidades. Olhe para os lados. Tenha compaixão pelo próximo. Existem tantos problemas maiores que os nossos. Existe o outro. Estive imobilizada durante um mês em razão de um pequeno acidente e fiquei impressionada com a falta de respeito das pessoas. Eu estava

O Espectro e a Dialética

Imagem
Passamos a vida procurando por respostas, acreditando em pessoas, buscando espaços para expressar nossas verdades.   Coexistentes do espectro que baila pujante pelo ardil plúmbeo dos reveses, incineramos, diversas vezes, retóricas condensadas por qualquer vaidade, remanescente e tóxica, em fogueiras intrépidas, adornadas por espasmos comoventes de chamas febris e faíscas irascíveis, contundentes e perversas.   Trazemos a esperança compilada em manuscritos, arrancada de entranhas seculares e secretas, que desaguam em versões e ressureições, esquecidas entre as brumas, debruçadas em tórrida revelia e trazidas na alvorada moldurada pelo esplendor do sol nascente.       .

Mate o Ego

Imagem
Mate o Ego   Dome a impetuosidade e Brevidade de suas emoções. Para um ser humano inteiro de consciência plena que não depende de outra metade.   O equilíbrio dorme nas profundezas das razões, entorpecidas pela essência da autoimagem, de um ego equivocado e mesquinho.   Ouça as pessoas. Extravie suas opiniões. Mate o ego Para emergir Da angústia e Resplandecer na Incoerência das Convenções reversas e ajustes insólitos.      

Expectativas Sintéticas

Imagem
Somos traídos, Dia após dia, Pelas expectativas que criamos. Nos decepcionamos com pessoas, por depositar nossa totalidade existencial no outro. Diz respeito somente a nós mesmos, a responsabilidade pelos sentimentos.   Sim, muitas expectativas são descartáveis. Posso brindar a Perls, com a melhor e mais expressiva, cepa de Shiraz, pelo despertar da consciência em oração ‘Eu sou eu Você é você. Se nos encontrarmos, Será lindo. Se não, nada há a fazer.’ E está tudo bem.  

Cordel do Artista

Imagem
Eu vou contar uma história, Prometo que é verdadeira, do artista que sentia, uma paixão a vida inteira. Fazia de cada verso, parceria da poesia, companheira.   Tinha muitos sonhos, E sempre os entendia. Amava estar com gente, Que de longe o compreendia. Uma dose de sensatez E poesia no seu dia.   Muito lindo meus amigos e nos enche de leveza, Toda alegria que vem da arte, Nos causa uma certeza. O inconsciente que floresce, No gesto e delicadeza   Pode cantar e imaginar, Como viagem pelos trilhos. Tem em si todas as cores Os compassos, e os estribilhos. Todo encanto do mundo, Orienta e espalha brilhos.   A arte que salva, tão forte, tão pura acalma e lava a alma, revigora e traz a cura, traduz o sentimento, Dissonante da amargura.