Postagens

Mostrando postagens de 2017

O Mundo é seguro.

Imagem
Talvez essa seja a principal competência e desafio:  olhar o mundo com afeto,  respeito, compaixão ,  suavidade.   Somente dessa forma  podemos acreditar  sermos dignos de receber amor.  Modifique paradigmas e crenças .  Tire os óculos da desconfiança.   Só então ,  será possível respirar profundamente  e entender que está tudo bem! O mundo é um lugar seguro!

Não Guarde Mágoas

Imagem
Não guarde mágoas.  Guarde lembranças que edificam, lições de vida e coleções de sorrisos. Palavras de apoio, músicas, poesias.   Não guarde mágoas. Somos seres em evolução, passíveis de falhas. Inexiste perfeição. Perdoe. Perdoe sempre, mas acima de tudo, perdoe-se.   Anule sentimentos ruins como o medo, a culpa, a raiva  Ou diminua seu poder sobre sua vida, dando-lhes menos importância e atenção.   Seja qual for sua crença e convicção. Agora, jogue tudo que for negativo fora. Se algo ensinou, cumpriu a missão. Estamos aqui de passagem.  Esqueça o peso da bagagem. O Universo é generoso, o amor é infinito. Você é fagulha e emoção E a fé nos dá proteção.    

Intenção

Imagem

Travessia e Despedida

Imagem
  A travessia às vezes é demorada. Você vai se despedindo,  relutante em aceitar o fim. Esse desprendimento acontece aos poucos. O desejo se despede. Não se tem mais o abraço. E as conversas dão lugar ao silêncio. A distância vai aumentando. A proximidade diminuindo. Os mundos tornam-se desconhecidos. A indiferença se instala.   Até o dia em que os laços tornam-se fios quase transparentes. E as pessoas permanecem sem mais estar. E então, chega a hora de partir e agradecer por ter vivido a experiência de compartilhar.

Eu mesma

Imagem
Convivo com o pouco explicado, Enxergo meu reflexo, Esqueço mal-entendidos. Coexisto com o sem-nexo.   Gosto de olhar para o mar. Conheço estradas e solidão. Tenho uma bicicleta, muitos livros. Saudades de algumas coisas, outras não.   ⁠ Perfume. Veneno. Doce. Devaneios. São tantas voltas por mim mesma, que, quando paro, acho graça, até da pedra que encontrou vidraça.      

Acaso

Imagem
Distraidamente Deparei-me com frases E atada aos seus efeitos Nem pensei em recuar.   Apreços, avessos, Canções e recomeços. Tudo que não conheço, Veio me abraçar.   Tudo quente e confortável Nos instantes que restavam Para que eu pudesse imaginar Alguma coisa, qualquer coisa ou algo assim. Estou aqui, aí, em algum lugar E basta um instante para encontrar.

Observatório

Imagem
Ruíram paredes ao meu redor e encontrei, despretensioso mas relevante, um observatório permanente.   Fragmentos e arestas permitiram inundar meus pensamentos. Não há trampolins para mudança de fases E muita coisa ficou para trás. Beijos roubados, amores perdidos, Encontros de elevador, Monólogos num porão gelado.   Talvez, as chances de um abraço, Aconteçam no vão mágico de um terraço.  

Uma loucura de Cordel

Imagem
Vou lhes contar uma história Prometo que é verdadeira Uma pessoa que sofria De tormento a vida inteira Não sabia o que fazer Pra fugir dessa doideira Ela tinha muitos sonhos Mas nem sempre os entendia A maioria das pessoas Nunca a compreendia Ela apenas precisava De poesia no seu dia Que loucura meus amigos Que nos enche de clareza Toda atenção que alguém lhe dava Trazia uma certeza O inconsciente  floresce E da pintura vem   leveza Podia cantar e encantar Dançar e espalhar brilhos Tinha em si todas as cores os compassos e os estribilhos Todos os sons desse mundo lhe colocavam sobre os trilhos É a arte que nos salva forte, vibrante e pura inclui a gente e lava a alma tamanha envergadura um caminhar confiante Dissonante de qualquer loucura Carmen Eugenio

Encontro

Imagem

Ao sair, não bata a porta

Imagem