Mostrando postagens com marcador Exercício Físico. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Exercício Físico. Mostrar todas as postagens

21 de janeiro de 2016

Reeducação Alimentar para fazer um ano novo de verdade!

Ano novo, vida nova! Iniciei a reeducação alimentar há duas semanas. Retornei para a academia e continuo a praticar ciclismo. Já se foram 2 kilos. Fui à endocrinologista, Dra. Bianca Paraguassu, mas também baixei o aplicativo Dieta e Saúde, que tem várias sugestões de cardápio. Mas é aquela velha história: diminuir as porções; fazer escolhas saudáveis, mais legumes, verduras e saladas, menos pão, arroz, refrigerante e doces. Quando vou à um restaurante, escolho uma porção de carne com saladas e para beber, água com gás com limão. Um dia de cada vez! Vou contando as novidades!

Pela manhã é sempre uma fatia de pão integral 7 Grãos, café com leite desnatado e um iogurte ligth ou uma fruta.


Depois academia, musculação etc.


Meu almoço com 2 colheres (de sopa) de arroz integral, uma porção de carne e duas colheres de moranga ou outro legume, folhas verdes, tomate.


Final de tarde, bike! Meu vício do bem há mais de quinze anos!


À noite um caldo de abóbora (batida no liquidificador com água) e ervilhas.
Um dia de cada vez...

8 de abril de 2012

Endorfinas...ah...endorfinas...



Hoje meu treino melhorou.
Consegui aumentar a velocidade na esteira e, consequentemente, diminuir o tempo.
Pretendo intensificar um pouco mais essa performance.
Exercícios Físicos + reeducação alimentar  = uma Carmen Eugenio mais magra, mais saudável e mais feliz.
Quando aumentamos os batimentos cardíacos, conseguimos uma maior queima de calorias e perda de peso.
Quando fazemos exercícios físicos, eliminar o excesso de peso não é o único bônus.
Conseguimos melhorar nosso bem-estar de um modo geral.
E isso graças ao aumento da produção de neurohormônios, neurotransmissores e neuromoduladores, comprometidos pelo estresse. A diminuição dessas substâncias produzidas pelo nosso organismo, está diretamente relacionada com quadros de ansiedade e depressão, causas de inúmeras doenças.
Alguns nomes dessas substâncias produzidas pelo nosso cérebro, otimizadas pelo execício físico e reduzidas por contextos estressantes:
Dopamina -  diretamente responsável pela sensação de prazer. Se você normaliza sua produção, não tem, por exemplo, tanta vontade de comer (compulsão alimentar) ou consumir bebidas alcoolicas para sentir prazer.
Serotonina - Humor: a serotonina está diretamente envolvida com o estado de humor, isto é, quando há falta da serotonina, os sintomas da depressão são acentuados. Sem produção da serotonina, o sono também é afetado, ocasionando insônia. O sono REM é capaz de consolidar a memória, fato envolvido com o aprendizado.
Endorfina- também um neurohormônio, uma substância química, produzida pelos neurônios que, transportada pelo sangue, faz comunicação com outras células. Ela é o hormônio do prazer. A endorfina é produzida em resposta ao exercício físico, relaxa, dá prazer e propicia a plena sensação de bem-estar. Melhora a memória, o humor, aumenta a imunidade, alivia dores, combate os radicais livres, que oxidam as celulas e são responsáveis pelo envelhecimento.
Enfim, substâncias que fazem extremamente bem para nosso organismo, produzidas pelo nosso próprio cerebro. Armas eficazes para combater doenças, mau-humor, cansaço físico e perder e manter o peso.
Esses milagres estão dentro de nós mesmos.
Nós os destruímos com o estresse.
Nós os produzimos com o exercício físico.
É só fazer a escolha e dar um 'Start'!!!!!

De Stella Para Romilce

 Na mesa estavam: papai, mamãe, vovô e vovó. Depois de vários dias e muitos nomes, restaram apenas dois nomes para escolherem: Carla ou Stel...