Mostrando postagens com marcador bueiros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador bueiros. Mostrar todas as postagens

3 de maio de 2020

Lixo espalhado? De novo?

Domingo de manhã, começamos a nossa caminhada pelo bairro e constatei algo muito ruim: todos os sacos de lixo reciclável estavam abertos, com resíduos plásticos espalhados pela rua. Isso acontece sempre e é lamentável ver esse cenário. Os catadores de lixo aqui em Campo Grande-MS, abrem os sacos para tirar o que lhes convém, mas não os fecham novamente. Se chove, a água leva os resíduos rua abaixo até chegar ao parque e ao rio, entupindo todos os bueiros pelo caminho. Bem triste.
Na quadra em que moro, há um cidadão que sempre dá refeição a um morador de rua. Que atitude bacana. Mas na sequência, o morador de rua, abandona o prato de isopor e a sacola ali mesmo, na calçada. Esperar o quê... E aí vem o vento e esparrama todo aquele lixo pela rua, até chegar no rio logo abaixo.
Durante a caminhada, na Via Parque sentido Parque do Sóter, há uma trilha de sujeira na pista de caminhada e ciclismo. Plásticos, garrafas e papéis jogados ao longo da via. Claro que há uma evidente falta de educação. Mas observo também que faltam lixeiras em diversos locais públicos. O certo, meu Deus que óbvio, é cada um recolher seu lixo. Mas, infelizmente, para algumas pessoas falta o principal: o senso de coletividade e respeito pelo meio ambiente.
A consequência desse desprezo pelo meio ambiente é sempre o mesmo: enchentes cada vez mais frequentes devido ao entupimento de bueiros e rios poluídos e transtornos na cidade. Campo Grande fica com grandes áreas alagadas em dias de muita chuva.
O ideal é cada um cuidar do seu entorno.  Não ficar esperando providências governamentais apenas.

De Stella Para Romilce

 Na mesa estavam: papai, mamãe, vovô e vovó. Depois de vários dias e muitos nomes, restaram apenas dois nomes para escolherem: Carla ou Stel...