Mostrando postagens com marcador namorado. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador namorado. Mostrar todas as postagens

10 de maio de 2019

Formato de Coração

Ele é especial
E sabe disso.
Nesse tempo,
É tanto e tudo
Quando fala
Quando indaga
Ou quando faz tudo ficar mudo.
Quando se torna movimento
ou paralisa qualquer instante
ele é magia, contornos e brisa
contagia minha vontade e
derrete algumas verdades
Ele é, em meu mundo,
Um muito de todas as coisas
De qualquer canto
E qualquer cor.
Por seus olhos
Meu encanto permeia
Desejo sensorial pleno
forma arrebatadora de  momentos sem chão.
Formato de coração.
Há ainda o arremate
De apertos, abraços e beijos
Num horizonte de quereres
Prazeres e emoção.
E se, em todas as vezes,
Em que o encontro se fez urgente
E as certezas tiraram o talvez,
Celebro com alegria
Estar ao seu lado,
Pelo infinito da Vida
Contando mais um mês.
                                                    Carmen Eugenio e Cesar Crivellente



7 de março de 2019

Absoluto

A mensagem logo cedo é clara:
saudade não demora e
se instala.
Há logo o desejo de sobrepor retina
um repente que desorienta,
seduz,
manda recado,
troca segredos,
e entende silêncios.
E na escalada de emoções latentes,
são tantas luas de promessas quentes,
que já nem sei
se o sabor do vento
é o mesmo que provei,
antes da sua chegada.
E à noite eu me aqueço
nos vãos de suas palavras,
sem rotina, nem tropeços
eu tento, não me esqueço,
superar cada passo,
dançar no ritmo do seu compasso.

                                                     Cesar  Crivellente e Carmen Eugenio

3 de março de 2019

Metafísico

Eu o beijaria a cada momento.
A cada objeto seu,
faço uma leitura da sua alma.
Nos seus olhos, me abandono
em sonhos e desatinos.
Ele me dá paz,
me entrega imensidões.
Não há como não desejar
tê-lo por toda a vida.
Eu aprenderia todas as músicas.
E em cada letra, encontro seu eu.
Os sons do mundo me remetem
aos nossos instantes.
Ele está em tudo.
Está em mim.
Eu o bebo com vagar
e a minha respiração revela
a propriedade magistral
do seu toque.

De Stella Para Romilce

 Na mesa estavam: papai, mamãe, vovô e vovó. Depois de vários dias e muitos nomes, restaram apenas dois nomes para escolherem: Carla ou Stel...