Aceno e Divagação


Eu iria longe,

Muito longe,

Além das minhas mais sublimes pretensões.

Alcançaria distâncias

Escondidas e esquecidas

Datadas e revisitadas,

Onde deixei discursos ensaiados,

e histórias polvilhadas

De voar além claustro.

 

Seguiria resoluta

Mas encontrei impermanência.

E, assim, escolhi fresta

Que me levasse a qualquer lugar.

Ensaiei acenos

E desisti da insistência

De um Ficar impossível.

 

Eu já peguei muitos atalhos,

vivi alguns perigos,

mas nenhuma aventura se compara,

quando me perco no brilho dos seus olhos.

 

  






Comentários